segunda-feira, 23 de abril de 2012

Dia de São Jorge


São Jorge e o Dragão, de Gustave Moreau
Dia 23 de abril festeja-se um dos santos mais populares do mundo. Ele é cantado em prosa e verso como Jorge da Capadócia.

A data, segundo a tradição, é a da sua morte, ordenada por Diocleciano (imperador romano de 284 a 305) no ano de 303 de nossa Era.

No Oriente, o santo guerreiro é chamado de o Grande Mártir. É celebrado pelos cristãos nos quatro cantos do planeta. Graças ao sincretismo, no Brasil é identificado com Ogum, entidade que preside a guerra, ferreiro, senhor das armas e dono das estradas, tanto que canta Jorge Ben Jor na sua popular “Jorge de Capadócia”: “Ogan, toca pra Ogum”.

O santo é padroeiro de cidades como Gênova, da Catalunha, de Portugal, da Lituânia e da Inglaterra. No Rio de Janeiro, embora o padroeiro da cidade seja São Sebastião, 23 de abril é feriado.

Conta a história que, nascido na antiga Capadócia (que atualmente faz parte da Turquia), ele foi um soldado, tribuno Militar do Império Romano na época de Diocleciano. Converteu-se ao cristianismo e, por afirmar sua fé mesmo sofrendo bárbaras torturas, teria sido decapitado em Nicomédia, em 23 de abril de 303, aos 28 anos, por ordem do imperador. Suas supostas relíquias (restos mortais) estão em Lida (Israel, 30 Km de Tel-Aviv).

São Jorge é também festejado em 3 de novembro, data da reconstrução da igreja dedicada a ele na mesma Lida (Israel) e construída por ordens do imperador Constantino. Em Portugal, há o Castelo de São Jorge, em Lisboa.

Como homenagem, segue interpretação da música Jorge de Capadócia pelo autor Jorge Ben Jor




7 comentários:

olavo disse...

Eu torço pelo dragão.

Anônimo disse...

Salve Jorge, bem vindo Jorge!

Felipe Cabañas da Silva disse...

É provocação? rsrs

alexandre disse...

O dragão já está morto.

Gabriel Megracko disse...

Engraçado que em alguns lugares e culturas o Dragão tem a mesma função de São Jorge em outros lugares e culturas que, não por acaso, não são os mesmos. Deve haver um ponto/local/cultura de intersecção entre os dois.

olavo disse...

Ainda dá pro dragão reagir e pegar o santo corintiano. ÔÔÔÔÔÔÔ, vamo virá dragão, vamo virá dragão, vamo virá dragão, ÔÔÔÔÔÔÔ!

Edu Maretti disse...

Interessante a observação de Gabriel. Aliás, a propósito, este ano de 2012 é ano do Dragão pelo horóscopo chinês. Um ano muito positivo, segundo a cultura chinesa.

Não, Felipe, não é provocação!, rs.

Vamos combinar: São Jorge existiu muito antes do time/torcida que o adotou. Afinal, ele viveu entre os séculos II e III da era cristã. Outro exemplo: São Judas Tadeu, que, segundo o Novo Testamento, foi um dos 12 apóstolos de Cristo, é padroeiro do Flamengo. Nem por isso deixa de ter um legião de devotos em todo o Brasil...