terça-feira, 10 de abril de 2012

Congresso Nacional vive polvorosa em homenagem ao centenário do Santos


De A Tribuna online: “Com direito a recepção em tapete vermelho, tumulto na chegada e assédio dos fãs, o Santos foi homenageado nesta terça-feira na Câmara dos Deputados, em Brasília, pelo centenário do clube, que será completado no próximo sábado.


Congressistas engrossam coro de tietes do astro

“O Plenário Ulysses Guimarães estava lotado de funcionários, políticos e muitos torcedores. A comitiva do Santos foi formada pelo presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, pelo vice Odílio Rodrigues Filho (...) Entre os jogadores, Neymar, Ganso, Edu Dracena, Arouca, Rafael e o ex-jogador Pepe fizeram parte da solenidade. Pelé era esperado, mas não compareceu ao evento”.

Já segundo o Uol, funcionários e parlamentares “lotaram o plenário e se empurraram para conseguirem [sic] um autógrafo ou uma fotografia com os astros Neymar e Paulo Henrique Ganso. O tumulto foi tão grande que os dois precisaram se esconder em um restaurante anexo até o início da homenagem (...) Normalmente vazio nas manhãs de terça-feira, o plenário tinha mais de 600 pessoas, de acordo com um segurança, para a sessão solene. Funcionários, em seu horário de trabalho, esperaram longamente, pela chegada dos jogadores e trouxeram filhos e parentes para assediá-los”.

A homenagem aconteceu no final da manhã desta terça-feira, 10 de abril. Não vou nem comentar por enquanto. Mais perto do fim da semana postarei no blog sobre o dia 14 de abril, data em que o glorioso Santos Futebol Clube festeja os 100 anos de sua fundação.

3 comentários:

Victor disse...

Grande Santos, vamos celebrar o centenário com muitas vitórias e com o tetra da Libertadores.
Uma menina aqui do Facebook dizia que a Câmara estava lotada de crianças, a nova geração de torcedores do Peixe. Santosssss !!!

Gabriel Megracko disse...

Sobre essa polêmica Maradona/Messi x Pelé/Neymar me fez pensar. Será que o Peixe vai honrar o mundo do futebol mais uma vez, criando o maior jogador brasileiro pós-Pelé?
Cada dia fica mais claro que se não existisse o Santos eu seria apenas um espectador neutro do futebol.
Porque, convenhamos, como pode um time ter Pelé e depois Neymar? Dois jogadores que tornam palpável a essência do Futebol: a Arte em trabalhá-lo.

Edu Maretti disse...

O Peixe honra o mundo do futebol desde o dia 14 de abril de 1912!, rsrs