domingo, 2 de outubro de 2011

Quem se deu mal e quem se deu bem na 27ª rodada do Campeonato Brasileiro

Faltam 11 jogos (dos 38 que cada time tem a fazer) para o fim do Brasileirão. Segue um balanço sucinto da 27ª rodada:

- Constatação óbvia: Fluminense e Flamengo se deram bem. O Flu porque voltou à briga pelo título ao bater o Santos em Volta Redonda por 3 a 2, numa partida para os santistas esquecerem (post aqui) e que foi a pá de cal nas pretensões do Peixe ao título. O Rubro-negro conseguiu grande vitória ante o São Paulo no Morumbi (2 a 1) e também ressurge. Como vocês podem ver na tabela de classificação, apenas seis pontos separam ambos, Fla e Flu, do líder Vasco.


Do Cartão Laranja
Ouça o gol da vitória do Flamengo na narração de Oscar Ulisses, da Rádio Globo, clicando neste link.

- O Vasco nem se deu bem, nem mal, ao empatar com o Corinthians por 2 a 2 no Rio. Mas perdeu a chance de colocar 5 pontos sobre o vice-líder, que continua sendo o Timão.

- O Alvinegro do Parque São Jorge também se deu bem na rodada, por ter segurado o líder do Brasileirão no alçapão de São Januário, mantendo uma distância segura de apenas dois pontos atrás do Vasco da Gama e jogando desfalcado dos atacantes Emerson e Liedson. Porém, os corintianos devem estar lamentando o time ter perdido a oportunidade de ter derrotado o Vasco, e teve chance para isso. Seria líder.

- O São Paulo, claro, deu-se mal. Foi a quarta derrota do Tricolor em seu campo para os rivais cariocas neste campeonato. Se tivesse batido o Flamengo, estaria na vice-liderança. Mas o time do Morumbi contou com a derrota do Botafogo para manter a terceira colocação. O time da Estrela Solitária se deu mal ao perder por 2 a 0 do bom time do Atlético-GO, em Goiás.

- Não há perigo de errar: Vasco, Corinthians, São Paulo, Botafogo, Fluminense e Flamengo disputam o título. Daí para baixo estão todos fora (Inter e Palmeiras, como mostra a tabela acima, dez pontos atrás do líder, não têm mais gás).

Treinadores

O diferencial na reta final pode ser o treinador. É difícil imaginar Caio Júnior (Botafogo) e Adilson Batista (São Paulo) superarem Luxemburgo (Flamengo), Abel Braga (Flu) e mesmo Tite, que está fazendo um trabalho excelente no Corinthians, apesar das desconfianças generalizadas, minhas inclusive.

Cristóvão Borges, como interino do Vasco no lugar de Ricardo Gomes, que se recupera de um AVC, poderia ser uma surpresa? Poderia, pois o Vasco tem um bom time, mantém a filosofia de Gomes (interessante revelação) e é um franco-atirador, já que, campeão da Copa do Brasil, está na Libertadores de 2012 e não tem nada a perder.

Abaixo, os gols de Vasco 2 x 2 Corinthians (o primeiro gol corintiano foi uma aula de contra-ataque, que redundou em golaço de Alex):




Atualizado às 23:49

4 comentários:

Maurício Ayer disse...

Detalhe tendencioso: Vasco e Corinthians ficaram na mesma, portanto Timão também não se deu nem bem nem mal, como o Vasco. Ou então o Vasco se deu bem, pois poderia ter perdido a liderança etc.
ab.

Paulo M disse...

Acho que a coisa tá mais pra Vasco, Corinthians e São Paulo, com o Corinthians, pra mim, sendo o favorito entre os três. O Vasco tem os dois próximos jogos fora de casa, difíceis, contra Inter e Coritiba, se não me engano, e pode perder posições. O São Paulo também tem dificuldades na tabela, enquanto o time de Itaquera joga agora duas seguidas em casa, contra Atlético-GO e Botafogo, e pode reassumir a liderança. Flamengo e Fluminense, com tanta instabilidade, duvido. E o torcedor do Palmeiras desse jeito vai virar torcedor avulso, escolhendo um time diferente pra torcer a cada 90 minutos de futebol que assistir. Ts, ts, ts...

Edu Maretti disse...

Maurício,o Vasco jogou em casa, com São Januário lotado, e não ganhou, ficou na mesma, mantendo a distância do vice que tinha antes do jogo. Considerando o fator campo, a dificuldade de qualquer time nesse alçapão e o fato de, nessas condições adversas (e ainda desfalcado),o Corinthians ter evitado a vitória do líder (o que daria 5 pontos de vantagem ao Vasco, o que não é pouco numa reta final equilibrada) teu time sem dúvida, na minha opinião, se deu bem, sim.

Agora, Paulo, Atlético-GO e Botafogo não são fáceis de bater, não. Como eu disse no post, Fla e Flu têm técnicos que podem ser o diferencial.

Mas tudo é imprevisível.

Felipe Cabañas da Silva disse...

Sei não... Acho que o Corinthians esse ano tem uma situação melhor que a do ano passado... Um elenco um pouco mais sólido, com mais vontade, com alguns jovens que estão sendo uma boa surpresa, como Willian, Welder e Edenílson, e jogadores experientes com muito gás, como Liedson e Emerson. No entanto, em poucos jogos no campeonato o Corinthians jogou com formação completa, porque a enfermaria não para de rondar o Parque São Jorge - fora as suspensões. Mas não cravo o Corinthians campeão hoje, como não cravo ninguém mais favorito que outro. Acho que Vasco, Corinthians, e hoje eu diria o Fluminense, estão com boas chances. O São Paulo também pode chegar, obviamente, mas seria uma injustiça um time que, dos seis primeiros colocados, só derrotou até agora o Fluminense, lá na primeira ou segunda rodada do campeonato. Pode acontecer de um time levar o caneco "chutando cachorro morto", por assim dizer, uma anomalia de pontos corridos que em mata-mata não tem, mas me pareceria estranho.

Em contrapartida, o Corinthians mostrou muita força contra os times que estão na ponta: até agora só foi derrotado pelo fluminense. Derrotou São Paulo, Vasco e Flamengo em casa e empatou fora, e derrotou o Botafogo fora, podendo dar-se ao luxo (pensando a longo prazo) até de empatar o jogo com o Fogão aqui.

Lembrando das nossas campanhas de 98/99, se o campeonato fosse de mata-mata o Corinthians seria sem dúvida favorito. Mas pontos corridos é um campeonato mais cerebral, e inúmeras variáveis entram na conta além do confronto direto entre os melhores times. Mas que vença o melhor, com sofrimento até o fim... rs