segunda-feira, 23 de maio de 2011

Começa o Brasileirão 2011. Com leve favoritismo de Flamengo e Santos

Pronto, começou o Campeonato Brasileiro de 2011. Na primeira rodada, jogos sem graça e tecnicamente ruins, apesar dos clássicos nacionais. Palmeiras (1 a 0 no Botafogo em São José do Rio Preto), São Paulo (2 a 0 no atual campeão Fluminense, em São Januário) e Corinthians (2 a 1 no Grêmio no Olímpico) começaram com vitórias importantes, com direito a belos gols de Kleber, Lucas e Liedson. Os reservas do Santos ficaram no 1 a 1 com o Inter na Vila, joguinho pra lá de ruim.

Se alguém quiser arriscar a dizer que este ou aquele time é favorito destacado, fique à vontade. Acho impossível no momento, devido às variáveis nos próximos sete meses, desde a malfadada janela européia, passando pela seleção brasileira, que faz a Copa América, e outros fatores imprevistos.

Digo que o campeão sairá dessas nove equipes (não pela ordem): Flamengo, São Paulo, Corinthians, Palmeiras, Inter, Santos, Grêmio, Cruzeiro, Fluminense. Assim é fácil acertar, não é? Mas, em 2010, quem apostaria no Fluminense a não ser sua torcida? (o Tricolor havia escapado por um triz do rebaixamento no ano anterior). Ou no Flamengo do “interino” Andrade em 2009? Para não ficar sobre o famoso muro é que arrisco dizer que Santos e Flamengo saem com alguma vantagem.

Muricy e Vanderlei


Fotos: Eduardo Metroviche e Divulgação Santos FC

Dando uma pequena burilada nos times listados acima, dá para apontar num primeiro momento Flamengo e Santos com alguma vantagem, posto que têm os dois técnicos que mais ganharam o Brasileiro. Vanderlei Luxemburgo levantou o caneco cinco vezes: 1993 e 1994 (Palmeiras), 1998 (Corinthians), 2003 (Cruzeiro) e 2004 (Santos). Muricy conquistou seus quatro títulos na atual fórmula de disputa em pontos corridos: pelo São Paulo (2006, 2007 e 2008) e Fluminense (2010). Não acho que Vanderlei esteja acabado para o futebol, como muitos dizem. Pode dar a volta por cima. É um vencedor.

O Peixe, no momento, é o melhor time do país e o Flamengo pode crescer muito, pois tem um bom time. E se Ronaldinho Gaúcho jogar o que ensaiou sábado, nos 4 a 0 contra o time misto (diga-se) do Avaí, o Rubro-negro pode almejar a taça. Não se sabe, porém, como será o Santos e todos os outros bons elencos após a (repito, malfadada) janela. Ganso deve sair, Neymar deve ficar. Mas nada se pode prever.

Se for à final da Libertadores, o Santos perderá vários pontos por jogar com time misto. Isso pode pesar no final. Ou não, dado o aparente equilíbrio geral.

Timão e Verdão

Tite/ Foto: Reprodução

O Corinthians me parece hoje um time comum e que só listei entre os nove porque algo pode de repente mudar pelos lados do Parque São Jorge. São sete meses de campeonato, afinal. Mas, com essa equipe, mesmo com os bons reforços de Emerson, o Sheik, e Alex (ex-Internacional e Spartak Moscou, que só joga em agosto) não se pode culpar o Tite por um fracasso.


Felipão/Foto: Reprodução
 Coloquei o Palmeiras na lista dos nove porque o time pode ganhar corpo e amadurecer, comandado por Felipão, que não é conhecido exatamente como um perdedor no futebol brasileiro. Mas o Alviverde tem que se reforçar se quiser sonhar com o título, porque Scolari não é milagreiro. O mesmo se pode dizer do Fluminense: Abel Braga, quando assumir, pode fazer o time, que tem bom elenco, crescer muito (mas não acho Abel tudo isso, não).

Cruzeiro, Grêmio e São Paulo

O Cruzeiro entra ano, sai ano, sempre começa a temporada apontado como um dos favoritos e termina sem nada, no máximo uma vaga à Libertadores. Não apostaria na Raposa de modo algum.

Carpegiani: até quando?
Foto: Wagner Carmo//Vipcomm
Grêmio e São Paulo têm passado por turbulências e é difícil prever se vão fazer jus à tradição, já que sempre começam campeonatos entre os favoritos. Mas este ano, como no caso do Corinthians e Palmeiras, num primeiro momento eu diria que correm por fora. O problema principal do Sção Paulo é a bagunça que começa de cima, da direção.

Falam do Coritiba. Não acho que tenha fôlego.

Entre os chamados grandes, o Botafogo é sério candidato ao rebaixamento. O Vasco, acho que, embora venha bem com Ricardo Gomes, não chegará nem à Libertadores.

PS (às 13:59 de 24 de maio/2011): Acabei não comentando sobre o Inter, que apontei na lista dos nove. Foi um ato falho justificável, porque se enquadra mais ou menos no perfil que vejo do Cruzeiro de Cuca. Apesar de toda a mídia dizer que é um time fortíssimo etc, não vejo nada de mais no Inter. E com Falcão então... Se mudar de treinador e acertar deficiências óbvias pode ameaçar.  

7 comentários:

Fernando Augusto disse...

A Copa América vai atrapalhar muito. E tem também o mundial sub-20...

Mas, apesar de tudo, como é legal o Brasileirão né? Bem melhor que campeonato italiano, espanhol e até o inglês, que gosto muito.

João disse...

acho q se jogar direitinho... se nao ficar no meio das crises e se contratar jogadores o parmera pode chegar na libertadores

Felipe Cabañas da Silva disse...

Eu acho um saco todo ano a mesma ladainha na imprensa. Previsões pra cá, previsões pra lá, estatísticas de cá. Não estou falando de você, Edu, que foi pra lá de ponderado, e também fugiu do senso comum de apontar o Cruzeiro como favorito.

Mas... São Paulo com chances de título? Se o Corinthians tem um time comum, o SP tem um time de m****, que ficou em 9° no último campeonato, não conseguiu chegar à final do campeonato paulista e ainda tomou um sarrafo do Avaí em Florianópolis (além de perder pro Santa Cruz, um time de 4ª divisão).

E não tem dinheiro pra contratar jogador nem técnico. Ah, pra não dizer que não tem nada, tem um ídolo em fim de carreira debaixo das traves, um bola de ouro enferrujado e um craque lesionado no banco. Eu discordo completamente do São Paulo fazendo alguma coisa nesse campeonato. Pra mim não chega nem na Libertadores.

Felipe Cabañas da Silva disse...

Ah, esqueci, o SP tem o Lucas.

Inclusive, se não fosse por ele e Luís Fabiano (que não se sabe quando joga), na minha modesta opinião seria possível dizer que pela primeira vez o todo poderoso São Paulo entraria num brasileirão pra fugir do rebaixamento. Mas como tem Lucas e Luís Fabiano, deve beliscar um 12°, 11° lugar.

Felipe Cabañas da Silva disse...

Uma outra coisa sobre a janela de transferências é que tem clube intercedendo junto à CBF pra antecipar. No ano passado foi antecipada. A meu ver o Grêmio seria o maior beneficiário, por ter contratado Gilberto Silva e o bom atacante Miralles (conhecido do Santos he he), do colo colo.

Edu Maretti disse...

Concordo com Fernando que Brasileirão é bem "melhor que campeonato italiano, espanhol e até o inglês". Nesses, o título fica no máximo entre 3 times. Veja a dificuldade de se prever um campeão no Brasil, onde uns 10 times começam com chances. Eu prefiro um Palmeiras x Corinthians do que cinco Real x Barcelona.

E Felipe, eu já tava até preocupado. Eu mencionar o Timão no blog e você não aparecer seria estranho - hehehe.

Mas o fato é que, como eu disse no post, um campeonato em que em 2009, contra todos os prognósticos, um time que todos julgam o exemplo mais acabado da bagunça, e ainda treinado por um interino (Flamengo, com Andrade) sagrou-se campeão é meio difícil de prever. Acho mesmo muito difícil o SPFC ganhar o campeonato, pela "bagunça que começa de cima, da direção". Mas, vide Flamengo-2009, não acho impossível. Se o time se unir em torno desse objetivo, é forte. Fora os jogadores que vc citou, tem tb o Casemiro (volante excelente), Rodolfo (ótimo zagueiro)...

Ano passado, na 13ª rodada (ou seja, decorrido apenas 1/3 do campeonato) eu fiz um balanço e cravei: "Fluminense favorito".

Você chiou, já que, claro, esperava o título do Corinthians. Mas deu Flu! O post está aqui:

http://fatosetc.blogspot.com/2010/08/um-balanco-do-campeonato-brasileiro-de.html

Bom, o Santos perdeu Miralles para o Grêmio, mas contratou o Borges. A ver. Melhor que a nulidade Zé Eduardo, ele é (ano passado Borges jogou muito na Copa do Brasil, quase eliminouo Santos).

Abraços

Felipe Cabañas da Silva disse...

É lógico que eu, como todo bom mortal, faço previsões futebolísticas que às vezes me levam a me estrepar completamente. hehehe... mas é sempre um risco que se decide correr.