domingo, 18 de setembro de 2011

Santos abate o Timão no Pacaembu e quebra tabu de cinco anos

Corinthians não perdia do Peixe no Pacaembu desde 2006 e não era derrotado em clássicos no estádio há 17 partidas

Meus amigos corintianos que me desculpem, mas o 3 a 1 no Pacaembu ficou barato (veja gols abaixo). Com dez jogadores desde os vinte e poucos minutos do segundo tempo, o Santos, entretanto, poderia ter saído de São Paulo com uma goleada de quatro ou cinco a um fácil, não fosse Alan Kardec ter perdido no segundo tempo dois gols – depois de passes lindos de Neymar – que teriam matado o jogo antes. Mas Kardec se redimiria.

Ricardo Saibun/ Divulgação Santos FC

O primeiro tempo foi do Corinthians, que dominou o jogo, as ações e taticamente prevaleceu a partir do meio de campo, onde Ralf e Paulinho levaram a melhor sobre os volantes santistas Adriano e Henrique. Os buracos entre o meio campo e a intermediária santista eram claros. Aliás, os dois times tinham hoje meios de campo sem a menor criatividade. Ibson, que tem muito prestígio, não apareceu na primeira etapa. Mas a superioridade do alvinegro do Parque São Jorge, materializada com o gol de Liedson logo aos 12 minutos, foi insuficiente para sair para o intervalo ganhando, graças ao gol de Henrique aos 37, ao chutar de primeira, meio mascado, um rebote de escanteio batido por Neymar.

Curioso, mas apesar de o Santos ter jogado muito mal no primeiro tempo, da bola na trave que Liedson mandou quando ainda estava 1 a 0, me pareceu que bater a zaga corintiana estava fácil.

O Corinthians parece ter voltado ao segundo tempo abatido. Tentou pressionar, mas foi pressionado e antes de conseguir impor seu domínio diante da Fiel no Pacaembu lotado (37 mil pessoas), Borges desempatou ao escorar cruzamento de Alan Kardec. Ibson melhorou e encontrou o futebol cadenciado e elegante que o caracterizou no Flamengo. E Kardec mesmo puxou a bola que matou o Timão. Ao cruzar para Neymar, encontrou a perna de Chicão, que mandou para as próprias redes.

Corinthians 1 x 3 Santos. Indiscutível. O Corinthians não perdia do Santos no Pacaembu desde 2006 e não era derrotado em clássicos no estádio há 17 partidas.

Com a derrota, o Timão fica com 43 pontos, deixa a liderança e cai para terceiro lugar. Está atrás de Vasco (45 pontos) e São Paulo (44). O Peixe, com dois jogos a menos, tem 32 e ocupa a 11ª posição.

Veja os gols de Corinthians 1 x 3 Santos:



Atualizado à 00:21

9 comentários:

alexandre disse...

baixou a bola do curinthia..que beleza. Apesar de estar mais abaixo na tabela, o time do santos é indiscutivelmente ainda o melhor do brasil.

João disse...

o curintia é que nem safety car... só fica na frente qdo naum vale nada kkkkkkkkk

tem mais uma: chegou um cara no predio e perguntou pro porteiro: o curintia taí?

e o porteiro: pera um pouco... ele tá la em cima mas jah ta descendo.... kkkkkkkkkkkkk

Felipe Cabañas da Silva disse...

Banho de bola. O Neymar acabou com o jogo. O bom é que ninguém está jogando muito mais que o Corinthians e esse é o campeonato do non sense. Perdemos indiscutivelmente, mas perdemos pro campeão continental e o Vasco e o São Paulo, que estão à frente por poucos pontos, são times extremamente instáveis.

O Vasco outro dia mesmo foi goleado pelo lanterna do campeonato, o Botafogo tomou de 5 do Coritiba, o Flamengo tomou de 4 do Atlético GO. Ou seja, non sense total.

Ninguém fez mais de três gols no Corinthians nesse campeonato. Acho o Corinthians o time mais equilibrado dos que estão na ponta, e além do mais temos a reta final, os seis ou sete últimos jogos, mais tranquila, excetuando-se o clássico contra o Palmeiras na última rodada. Ainda acho o Corinthians superior a Vasco e São Paulo, mas estamos numa sequência de jogos muito mais difícil, nos últimos quatro jogos...

Edu Maretti disse...

Ô, Felipe, tava até preocupado com seu silêncio - hehe. Mas pelo menos aparece um corintiano pra com galhardia deixar sua impressão!, apesar de quase todos terem preferido ficar invisíveis até no MSN!

Bela frase essa: "Perdemos indiscutivelmente, mas perdemos pro campeão continental".

De resto, desde 2003, quando começou o sistema de pontos corridos, nunca houve um campeonato assim, tão imprevisível e cheio de alternativas... E se continuar todo mundo patinando lá em cima, olha que o Peixe chega!!

abraços

Paulo M disse...

O campeonato está chegando na reta final. Agora começa a ficar mais pegado. Esse jogo de ontem foi uma demonstração disso. O Santos (candidato ao título, porque deve ganhar os dois próximos jogos e se aproximar do grupo de cima, e aí vai depender de como ele vai se sair em jogos mais difíceis fora de casa) empatou na hora certa. O santista gol ainda no primeiro tempo, com o Corinthians melhor na partida, foi determinante, e deu um Tilte no alvinegro da capital. O técnico do Corinthians, depois, não entrou em campo e o Santos, na linha do Neymar, jogou no segundo tempo. Um grande clássico (vi o compacto), digno do Santos x Corinthians dos anos 70. Quarta-feira tem um divisor de águas pra Corinthians e São Paulo. Quem perder, se houver vitorioso, estará nas ruínas.

Paulo M disse...

Errei: "o gol santista", e não "o santista gol". Aproveitando pra mais uma piadinha: o Corinthians tá que nem golfinho: sobe, faz uma graça e afunda, he he. Abrs.

Felipe Cabañas da Silva disse...

É Edu, perder é foda. É sempre um exercício de civismo e maturidade... hehehe... É melhor reagir com galhardia, mas isso só é possível quando o adversário é leal e não quer tirar proveito das suas fraquezas. Aí sim dá pra estabelecer uma relação de respeito. Acho a torcida santista muito nobre nesse sentido. Uma torcida extremamente vitoriosa, que poderia ser das mais arrogantes, mas é extremamente galharda.

Paulo M, discordo dessa visão de que quem perder na quarta "estará nas ruínas". Supondo que o clássico termine em vitória alvinegra, o São Paulo ficará somente a dois pontos do Corinthians, e provavelmente a 4 do líder Vasco, que tem desses duelos que "é pra ganhar", contra o surpreendente Atlético GO, que subiu muito de produção. Se terminar em vitória tricolor, o Corinthians vai ficar a 5 pontos do Vasco e a 4 pontos do São Paulo, e ainda pensamos que em duelo direto junto a um concorrente ao título teremos soma 0, porque ganhamos em casa e perdemos fora. Normal. E 5 pontos em 39 pontos possíveis após a rodada de quarta não é nada de outro mundo. Hoje eu diria que do primeiro ao oitavo, e depois incluindo o Santos, todos podem chegar. Um campeonato emocionante, muito bom. Não é porque não tem ninguém sobrando que o nível está mais baixo. Acho uma bobagem o que o Scolari falou na semana passada...

Paulo M disse...

Felipão, quando digo "estará nas ruínas" me refiro até mais ao prejuízo moral que o perdedor de São Paulo x Corinthians vai ter pela ressaca da derrota, não tanto à matemática dos pontos. De qualque maneira, acho que perder no futebol não chega a ser um "exercício de civismo e maturidade". Até porque já aprendi isso com meu time, o Palmeiras, que tem me dado bem mais vexame do que o teu a você. Relaxa, cara. Abraços sinceros, de palmeirense pra corintiano.

Victor disse...

Não vi o jogo, mas lendo o que vcs escreveram foi uma pena não ter visto. Gostei das piadinhas do João...rs. Bom, com o Neymar valendo tanto eu queria saber se ele já entrou na avaliação de risco da Standard & Poors? Acho que deve ter um triple A, AAA. Sem risco, investiu ganhou. Viva o Peixe, o melhor time das Américas e, acredito, será do mundo.