domingo, 10 de julho de 2011

Palmeiras ganha fácil do Santos por 3 a 0

No fim do primeiro tempo, com gols de Maikon Leite, aos 21min, Mauricio Ramos, aos 29min, e Patrik, aos 45, o Alviverde já tinha liquidado a partida pelo Brasileirão 2011 (Para saber sobre jogo mais recente pelo Paulistão 2012, clique aqui)

Num clima ainda de pós-Libertadores, sem as estrelas do time campeão continental, o Santos levou uma lambada de 3 a 0 do Palmeiras no Pacaembu neste domingo, 10, e o time alviverde segue fazendo jus ao estigma de asa negra do time da Vila. O Peixe não ganha do Palmeiras agora há sete jogos, desde 18 de abril de 2009 (semifinal do Paulistão), quando eliminou o rival do estadual ao ganhar por 2 a 1. O Palestra não perde do Santos pelo Campeonato Brasileiro desde 2006, quando o Alvinegro fez 5 a 1 na Vila Belmiro.

Golaço de Patrik, após falha de Possebon/Reprodução

No jogo de hoje, o Santos não teve meio de campo nem ataque. O goleiro Marcos praticamente assistiu à partida. Além dos desfalques cedidos à lamentável seleção brasileira de Mano Menezes, o Santos ainda não contou com o volante Adriano, contundido, e foi um arremedo do time campeão da Libertadores. Diogo (e depois Tiago Alves) e Rychely (depois Roger) foram absolutamente nulos, sombras de jogadores para atuar sequer como reservas do Santos. São muito ruins. Fora a falta de qualidade técnica desses jogadores, tem ainda o peso de atuar num time cujos titulares são Elano, Ganso e Neymar.

No Palmeiras, a ausência de Kleber acabou sendo bem resolvida por Maikon Leite, um jogador rápido, que pode desequilibrar na infiltração e no drible, como fez no primeiro gol. Patrik jogou muito bem no lugar do criticado e apático Lincoln e fez o golaço que surgiu graças a uma falha bisonha do sempre comprometedor Rodrigo Possebon (vejam a jogada do terceiro gol, abaixo). Luan fez uma partida inspirada, sendo dele as jogadas do primeiro (passe a Maikon Leite) e terceiro gols alviverdes.



Com a vitória, o Palmeiras vai ao G-4, em quarto lugar, com 18 pontos, 4 atrás do Corinthians, líder até aqui. E o Santos, com 8 pontos e dois jogos a menos, está em 16°. Como as duas partidas que o time da Vila deve são contra Fluminense e Corinthians em casa (supõe-se que ambos na Vila Belmiro), o Peixe pode chegar a 14 pontos, o que hoje lhe colocaria entre o sexto e o sétimo lugar, oito atrás do líder Corinthians. Não está tão mal. O campeonato só está no começo.

8 comentários:

Edu Maretti disse...


Nossa, acho que esse é o primeiro post deste blog que eu comento o meu próprio post antes de qualquer um... O pessoal tava tão ansioso pra ver o Santos perder que comentou no post anterior, nem esperou o novo - hahaha. O Santos perdeu, e o Palmeiras mereceu. Mas na "era Muricy", foram 23 jogos, 12 vitórias, 8 empates e 3 derrotas, e de quebra um título da Libertadores, o tri! Tá bom, galera!

abraços antecipados

alexandre disse...

É, tá bom, já chega. Torci pra vcs e tal, mas agora vcs precisam abrir o olho, hein? Lá embaixo na tabela e já viu. hahaha. Sei não. Mas é isso, verdão mandou bem hoje. Agora é pegar o flamengo, com ou sem Kleber.

Gabriel Megracko disse...

Desculpe, mas é como se diz hoje em dia: foi um gol pra cada estrelinha do Peixe.

Edu Maretti disse...

O Kleber detonou o vice-presidente do Palmeiras, Roberto Frizzo (é "medroso" e "incompetente", disse o Gladiador). No link:

http://bit.ly/otFcLy

João disse...

boa tarde freguesia... ateh a proxima... kkkkkkk

alexandre disse...

Estou longe de defender essa diretoria e muito menos o Frizzo, que não é boa coisa, mas o gladiador não acredito que seja muito boa coisa também(atentado por uma proposta irrecusável do Flamengo). Até pque, o que ele está fazendo não é muito diferente do que fez com o Cruzeiro, qdo veio para o palmeiras. talvez esse caso precise de uma investigação mais aprofundada. O cara sentiu dor de novo, no sábado, sendo que treinou normalmente? Estranho. É um cara inteligente e deve ter usado todo esse discurso, o que deve ser verdade qdo diz sobre os médicos e sobre o Frizzo, para fuga, e forçar sua saída. E não deve mais jogar no Palmeiras provavelmente, não há mais clima.

Ana disse...

Domingo em casa foi peixe assado...
Abraços palmeirenses!!!!

Edu Maretti disse...

Mas no segundo turno, na Vila, será diferente. Vou pôr os pertences da feijoada de molho uns três dias antes!

abraços alvinegros!