terça-feira, 6 de julho de 2010

Brava Celeste não resiste à forte Holanda, que faz 3 a 2 e vai à final

Torci para o surpreendente Uruguai. Pela bravura do time, que o levou às semifinais enquanto os gigantes Brasil e Argentina caíram nas quartas, e pela tradição. A Celeste fez sua primeira semifinal após 40 anos, desde a Copa do México em 1970.

Sneijder chuta para marcar o segundo

Mas não deu para a seleção de Oscar Tabárez. O time laranja dominou o jogo. É mais time. Porém, mesmo após o golaço do holandês Van Bronckhorst, aos 18, Forlán empatou aos 41 do primeiro tempo, também com um chutaço de fora da área. Mas Sneijder, aos 25 (ajudado por posição duvidosa da Van Persie) e Robben, aos 28 do segundo, num belo gol de cabeça, mataram o jogo. Maxi Pereira, aos 47, ainda descontou. Destaque para Diego Forlán, o talentoso camisa 10 que marcou quatro dos nove gols de sua equipe no mundial.

Mais uma vez, a final da Copa será entre dois europeus. Em 2006, a Itália conquistou o tetra batendo a França nos pênaltis.

Leia sobre Alemanha x Espanha no post abaixo.

Um comentário:

Felipe Cabañas disse...

A Holanda é mais time sim. E a final, seja com Alemanha ou Espanha, tem tudo para ser muito interessante. Seria legal que a Copa fosse para um país que ainda não ganhou, Holanda ou Espanha, fato que não ocorre desde o título da França em 1998. Antes da França, a Argentina conquistou seu primeiro título em 1978 e a Inglaterra em 1966.