domingo, 18 de abril de 2010

Agora quem dá a bola

Neymar arruma bola para bater o pênalti - Reprodução/Sportv
A vitória sobre o São Paulo por 3 a 0 foi inapelável, indiscutível.

O técnico Dorival Jr. de certa forma surpreendeu ao entrar com o 4-4-2, com Pará na ala direita e Wesley como segundo volante, saindo o 9 André. Surpreendeu mas acertou, porque corrigiu o principal problema do Santos no primeiro jogo, no Morumbi, quando o Alvinegro ganhou por 3 a 2, mas poderia ter perdido, tamanho o domínio são-paulino do meio campo no segundo tempo.

Contrariando os analistas que previam um São Paulo maduro e competitivo contra um Santos de meninos inexperientes que poderiam tremer, o Peixe comandou as ações do início ao fim. Competitivo foi o Santos, que no primeiro tempo fechou os buracos do meio de campo e fez o time do Morumbi marcar mais atrás do que lhe era conveniente, em seu campo de defesa.

Sem encontrar espaços, o time de Ricardo Gomes corria riscos de tomar um gol a qualquer momento em um contra-ataque.

E assim foi. Depois de cerca de 60 minutos de um belo jogo de xadrez, o gol de Neymar aos 14min do segundo tempo matou o confronto. O pessoal gosta de reclamar da arbitragem, e houve quem tenha reclamado do primeiro gol santista, que teria sido feito com o braço. Mas Neymar sofreu pênalti antes de marcar. Para ser mesmo correto, o árbitro poderia ter dado pênalti em vez de gol. Mas ia dar no mesmo. O Tricolor só ameaçou de fato a meta do goleiro Felipe quando o placar já estava contra.

Parênteses: houve três pênaltis a favor do Santos. No primeiro (acima), o juizão preferiu dar o gol; o segundo ele não deu: [Miranda ou Alex Silva] segurou Neymar, que perdeu o tempo da jogada (uma falta que no meio de campo o árbitro daria incontinênti); e o terceiro José Henrique de Carvalho marcou a cal acertadamente: Miranda deu o famoso totó no pé direito de Neymar. Discordo do comentário de André Rizek do Sportv. Quem já jogou bola na praia ou na rua sabe como é dar um totozinho desse. Derruba mesmo.

Aos 37 da segunda etapa, Neymar, visivelmente nervoso, bateu o pênalti com enorme categoria e Rogério Ceni, discretamente, ajoelhou de novo. Só com o joelho direito, mas ajoelhou. Aos 41, Ganso aproveitou cruzamento do duende Madson, que deixou Rodrigo Souto sem pai nem mãe pela pontra esquerda. Santos 3 x 0 São Paulo. Em dois jogos, 6 a 2. Não tem nem o que discutir. Depois de anotar o terceiro tento, o time dos meninos foi até cavalheiro, porque poderia ter partido pra cima e feito mais. Mas preferiu respeitar a camisa do São Paulo.

Veja os gols:




Santos 3 X 0 São Paulo
18/04/2010, domingo - Vila Belmiro
Árbitro: José Henrique de Carvalho (SP)
Assistentes: Celso Barbosa de Oliveira e Giovani Cesar Canzian
Público: 13.785
Renda: R$ 926.360,00
Gols: Neymar, aos 14min e aos 37min, e Paulo Henrique Ganso, aos 41min do segundo tempo

Santos: Felipe; Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Arouca, Wesley, Marquinhos (Rodrigo Mancha) e Paulo Henrique Ganso; Robinho (Zé Eduardo) e Neymar (Madson)
Técnico: Dorival Júnior

São Paulo: Rogério Ceni; Cicinho, Alex Silva, Miranda e Richarlyson; Rodrigo Souto, Hernanes, Jorge Wagner e Cleber Santana (Washington); Dagoberto e Fernandinho (Léo Lima)Técnico: Ricardo Gomes

A FINAL
A decisão do Campeonato Paulista será com o Santo André, em duas partidas nos dois próximos domingos. O Ramalhão perdeu de 2 a 1 do Grêmio Prudente no Bruno José Daniel, mas se classificou à final porque tinha a vantagem do empate. No primeiro jogo, 2 a 1 para o time do ABC em Presidente Prudente.

A Federação Paulista de Futebol vai definir nesta segunda-feira os horários e locais das finais.

Atualizado às 20h43

5 comentários:

Gabriel Megracko disse...

Furamos o casco do navio do São Paulo. Quebramos a janela do avião. Furamos o balão de hélio deles. Teve paradinha de novo. Morreu na nossa praia. Vamos jogar pros peixes.

Paulo M disse...

Ontem, às 18:30, também vimos um belíssimo jogo, em Santo André. Pena que valia apenas a disputa pelo vice. Falta serem cumpridas as formalidades de calendário. E o Brasileirão já bate à porta.

Edu Maretti disse...

É, Paulo, o Peixe é favoritíssimo contra o Santo André, mas, como se diz, quem morre de véspera é peru. Portanto, esperarei...

Felipe Cabañas disse...

cuidado com o salto alto...

ontem eu torci pro santos contra o tricoflor do morumbicha... agora sou santo andré... hehe

Paulo M disse...

Continuo achando que torcer pro Santo André e torcer pro nada é a mesma coisa. Aliás, se passasse o "Perfume de mulher" no domingo às 16:00 h, seria mais recomendável ainda, pros andreenses de plantão. Mas deve ter outra coisa boa nesse horário rsrs.