segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Brasileirão: Quem vai amarelar por último?

Palmeiras cabisbaixo/Eduardo Metroviche
Muitos, durante a semana passada, apostaram suas fichas no Flamengo. Mas o Flamengo não passou do 0 x 0 com o Goiás no Maracanã e a alegria da derrota do São Paulo para o Botafogo durou pouco. O Campeonato Brasileiro está de fato emocionante, mas parece que ninguém quer ganhar o título. E com isso, mais uma vez, o São Paulo está com a mão na taça.

Se o time do Morumbi conseguir o tetra seguido, até Paulo Vinícius Coelho, da ESPN-Brasil, já admitiu semanas atrás que será “ótimo para o São Paulo”, mas ruim pro futebol brasileiro. O time de Ricardo Gomes só precisa vencer o Goiás em Goiânia, no próximo fim de semana. Isso porque certamente vencerá seu último jogo, contra o rebaixado Sport, provavelmente no Morumbi. Quer dizer, o time tem que conquistar seis pontos que, na verdade, são três.

Meu compadre chileno-brasileiro Daniel Razon, gremista aqui e torcedor de La U no Chile, fazia contas até outro dia, ainda botando fé no Tricolor gaúcho. Em vão, naturalmente. E meu amigo Frédi Vasconcelos, atleticano-mineiro, foi levado a concluir que, infelizmente, seu Galo já era (quanto ao título, não ao G-4, até porque a matemática leva a crer nisso). Mas, como Frédi diz neste post, “o título ficará para quem amarelar menos”. E está difícil: é uma amarelada geral, de Palmeiras, Atlético-MG, Flamengo e Inter (que esgotou antecipadamente sua cota de amareladas). Quem vai amarelar por último?

Impressionante. O Palmeiras voltou a respirar, com a derrota do São Paulo para o Botafogo e o empate do Flamengo com o Goiás no Maracanã lotado. O Inter, que bateu o Galo no Mineirão, também está vivo.

Mas Flamengo, Inter e Palmeiras, que ainda brigam pelo título, têm de torcer pelo Goiás fervorosamente. Um empate do São Paulo em Goiânia já elimina do título Palmeiras e Inter, pois com uma igualdade o São Paulo chegaria a 63 pontos no penúltimo jogo. Como deve ganhar do Sport no último, chegaria a 66 pontos. Colorado e Verdão só podem chegar a 65.

Com uma eventual derrota do Tricolor paulista, Flamengo (contra Corinthians em SP), Internacional (contra Sport em Recife) e Palmeiras (contra o Galo lutando pelo G-4, no Palestra) têm de fazer a sua parte.

Tudo isso para não falar que meu Santos, depois dos 4 a 0 contra o cabisbaixo Coritiba na Vila, está definitivamente fora do risco de ser rebaixado. O que importa agora é o Santos Futebol Clube mudar de rumos. Eu, que já defendi Marcelo Teixeira (e acho que seus méritos são inegáveis, embora por métodos discutíveis), penso que agora o clube precisa mudar. Tudo bem, é hora de a oposição se impor, vencer as eleições e fazer um projeto. Eu confesso que tenho certo temor dessa novidade que os santistas não sabemos ainda se pode dar certo ou se é pura enganação. A conferir.

Brasileirão - Classificação após 36ª rodada
( pontos, vitórias, saldo de gols)

1. São Paulo 62 17 13
2. Flamengo 61 17 11
3. Internacional 59 17 17
4. Palmeiras 59 16 12
5. Atlético-MG 56 16 4
6. Cruzeiro 56 16 1

5 comentários:

Leandro disse...

O São Paulo vai fazer 4 a 1 no Goiás e ficar com o título. Aos outros, o choro. 7-3-3.

Paulo Maretti disse...

4 a 1 não vai ser, te garanto.

Edu Maretti disse...

Depois da amarelada do Flamengo domingo, já não falou mais nada. Meus dons premonitórios acabaram...

Paulo Maretti disse...

Acho que o que dá pra prever com certa segurança é que o Inter vai ganhar do Sport, que já está de férias. O São Paulo tem que tratar de ganhar o jogo (difícil) contra o Goiás. É a finalíssima pro time do Morumbi. Se perder, perde o título, porque o Inter ficaria com uma vitória a mais e não vai depois perder pontos para o Santo André em Porto Alegre. Se o SP empatar e o Flamengo ganhar do Corinthians, o Tricolor também perde o título, pois o Grêmio já disse que vai pôr time reserva no Maracanã na rodada final. E, por incrível que pareça, meu Verdão, com o mesmo número de pontos dos gaúchos, já está virtualmente fora. Que nem disse o Antero Greco: o Palmeiras merece um estudo mais aprofundado, ts ts ts ts ts.

Edu Maretti disse...

É, caro palmeirense, o Antero tem razão. O sintomático empate com o Sport foi fatal. Agora, uma coisa eu acho: se não tivessem contratado o Muricy e tivessem deixado o Jorginho, e se o Belluzzo não tivesse tido um ataque de nervos ridículo que enervou todo o clube e o elenco, talvez a história fosse outra.