terça-feira, 7 de agosto de 2012

Vitória histórica das meninas do vôlei


Vitória épica

Épico o triunfo brasileiro das meninas do vôlei contra o grande time da Rússia, passando às semifinais, fase em que pegará o Japão. Impossível não se emocionar junto com as garotas. É por momentos como esse que o esporte vale a pena.
Sheilla vibra com ponto final

O time brasileiro salvou seis match points e ainda superou um erro grotesco do juiz, que deu fora uma bola que foi dentro em quase meio metro. Foi uma demonstração de maturidade e garra. O Brasil ganhou no tie-breake com um saque venenoso de Fernanda Garay: as russas se atrapalharam, devolveram a bola e veio a porrada indefensável de Fabiana. Enfim, 3 sets a 2, com 24-26, 25-22, 19-25, 25-22, 21-19.

Sheilla, no set decisivo, um monstro. Chamou o jogo pra si, foi pra cima e marcou sua atuação como decisiva para despachar as russas.

Jaqueline: musa dos Jogos
E, de quebra, com tantas musas e loiras participando de incontáveis modalidades, o time brasileiro de José Roberto Guimarães tem uma das atletas mais bonitas dos Jogos Olímpicos, a ponta Jaqueline, com sua brejeirice de personagem de Jorge Amado.

Viva o Brasil!

4 comentários:

Paulo M disse...

Grande vitória. Na primeira fase da competição, elas chegaram devagar, quase decepcionando com derrotas bobas e desempemho ruim. O time ficou dependendo dos Estados Unidos pra passar de fase. Derrotar a Turquia e nos classificar talvez tenha sido o erro das americanas, o time feminino dos EUA que o UOL, em matéria após o jogo em que elas nos venceram por 3 a 1, lambeu dizendo que as americanas são nossos carrascos. O argumento: em 8jogos depois da final olímpica de 2008, quando massacramos elas, perdemos cinco e ganhamos três. Que subserviência! Por que "carrascos"? Em 9 jogos ganhamos 3 e uma final olímpica!

Time grande que começa mal e se empolga no meio da competição é difícil segurar. Vamos dar um pau nas japas, e as gringas das Américas que se cuidem...

Edu Maretti disse...

hahaha
É isso mesmo, concordo com (quase) tudo!

Só observo que não acho como possa ter sido um "erro" das americanas terem ganhado da Turquia. O que elas poderiam fazer? O papelão que fizeram os espanhóis no basquete masculino ao entregarem pro Brasil pra não pegar os EUA? Enfim, time grande tem que jogar pra vencer, e foi o que as americanas fizeram.

Acho que uma final Brasil x EUA seria espetacular (não sei se isso é possível no chamado "chaveamento" - tomara que sim).

Leandro disse...

Falando em espetacular, a Jaqueline, que joga no time de Osasco, realmente é espetacular.
E eu também acho a Sheilla uma mineirinha muitíssimo interessante. É muito boa jogadora (opota) e também é uma morena digna de nota, como diria um amigo meu.
Sorte à elas contra as japorongas, contra as ianques e contra quem mais aparecer.

Alexandre disse...

Cheguei a ver o jogo só no flash qdo estava 1 a 1. Depois ouvi pelo radio que o Brasil tinha vencido as russas. Garra e paixão é a soma do espírito brasileiro. O vôlei brasileiro feminino é um charme à parte.